Skip to content

A pandemia do novo coronavírus mudou a rotina de trabalho de alguns profissionais. Motoboys responsáveis por carregar equipamentos, mercadorias e alimentos de um lugar para o outro, tiveram que se adaptar em meio a quarentena para não deixar de trabalhar.

As entregas mudaram, assim como a higienização. Nós que trabalhamos com entregas, vimos de perto as mudanças, e em meio ao medo de pegar o vírus pelo contato,  precisamos sempre manter uma distância recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Tenho contato com o cliente, mas tomo alguns cuidados, mantendo uma certa distância de 1,5 m e evitando tocar em cartões de crédito por exemplo”, contou o motoboy Wesley Fonseca.

A higiene está sendo adotada com mais frequência. Motoboys carregam nas motos álcool gel, passam antes e depois das entregas e utilizam máscaras para proteção. “Quem entrega e quem recebe tem receio. Porém é notável que as pessoas estão cuidadosas, amenizando um pouco este medo, por isso a importância de se cuidar. Uso álcool gel antes e após a entrega”, relatou o motoboy Wesley.

Empresas tiveram que contratar mais motoboys para atender a demanda de pedidos. Os deliverys de comida aumentaram consideravelmente já que, restaurantes e lanchonetes não poderiam receber os clientes para comer no local, conforme decreto do governo do Estado.

“O trabalho aumentou em 30%. Não paramos, sai uma corrida atrás da outra” relatou o Wesley.